O Projeto Boudoir


O PROJETO BOUDOIR

Movimento Pop Arte, intimista e contemporâneo, que navega entre a fotografia e as artes plásticas,
com uma linguagem própria sem estereótipos, renoirnarrado em filme documentário inédito.

Promove o diálogo aberto entre homens e mulheres, a respeito da beleza que existe nas atuais transformações do Universo feminino, celebrando assim a diversidade e os Direitos Humanos. Valorizando a mulher num processo de autoconhecimento e amadurecimento, onde os tabus, bulings, preconceitos, medos e abusos, transmutam para construção da autoestima, liberdade, respeito, igualdade, educação e amadurecimento.

O Projeto Boudoir se coloca como parte importante dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), a fim de garantira a participação plena e efetiva do empoderamento das mulheres promovendo a dignidade e igualdade de gênero.

Imagens que se transformam em atitudes, estampadas em obras de arte, em peças conceituais, promovendo assim uma nova moda mais antenada com a expressão das novas gerações.

projeto boudoir

O AUTOR

Em 2015 o publicitário e cineasta, Tiago Ferigoli, começou a esboçar um projeto que pudesse unir: fotografia, artes plásticas, cinema e algum tipo de emponderamento social. Surgiu então o Projeto Boudoir.

Tendo em seu currículo o importante projeto “Vira-latas Os verdadeiros cães de raça“, com mais de 8 anos de desenvolvimento e enorme repercussão Nacional, Tiago procura sempre unir cultura e educação em projetos criativos e envolventes.

Projeto Boudoir

A arte é livre. Não há regras.
O resultado está na atitude, não nos esteriótipos.

Tiago Ferigoli

projeto boudoir

O BOUDOIR

Boudoir, palavra de origem francesa do século XVIII, refere-se ao que podemos chamar de “camarim” ou “quarto de se vestir”, um espaço que pode ser comparado a uma espécie de closet. Naquela época, boudoir era um espaço único, em que a mulher (ou mulheres), se banhava, se vestia e passava algum tempo. Ali, ela podia se dedicar a seus rituais de beleza, fofoca e moda. Um momento de intimidade.

A Fotografia Boudoir ficou conhecida assim, pois visa recriar esta atmosfera de intimidade e sensualidade, sem o olhar julgador ou vulgar.

CONTEXTO

Fortemente presente na fotografia, nas artes plásticas, no cinema, no teatro e na comunicação, a expressão artística chamada Boudoir está cada dia mais inserida no nosso cotidiano, impulsionada, principalmente, pelas transformações socioculturais pelas quais as mulheres estão passando, o Boudoir é arte e atitude.

_Mudanças de comportamento social
_Releitura da autoestima feminina
_Quebra de paradigmas quanto ao nu feminino
_O rompimento de preconceitos infundados
_Abertura para novos mercados
_Empreendedorismo sociocultural

DISCUSSÃO

_Por que o nu feminino, retratado por tantos e tantos artistas ao longo da história, se tornou algo explorado de forma tão vulgar?

_Qual o papel dos homens nessa equação?

_Qual a importância da confiança corporal e da autoestima, para as mulheres?

_Por que é tão difícil a sociedade aceitar que a diversidade é uma das maiores riquezas do mundo?

_Por que o nu feminino, sem estereótipos, é tão belo e tão singular?

Entrevista Rede Globo

Entrevista Rede Globo

Que nada nos limite. Que nada nos defina. Que nada nos sujeite.
Que a liberdade seja nossa substância.

Simone de Beauvoir

REFLEXO SOCIAL

As mulheres estão cada vez mais, vivendo a sua própria beleza. Num processo de autoconhecimento. Sem julgamentos ou esteriótipos.

Mulheres mais autoconfiantes 80%
Sociedade mais consciente, menos julgadora 65%
Projetos culturais sobre este tema 90%
Empoderamento faminino 70%

APOIO

PARCEIROS

logotipos_parceiros